Apartamentos e moradias: prós e contras

A escolha entre apartamento ou moradia reflete opiniões, estilos de vida, experiências pessoais e sonhos que, muitas vezes, determinam a escolha. Contudo, existem vários fatores objetivos que ajudam na hora de escolher, investir e viver, entre moradia ou apartamento.

Investir num apartamento ou numa morada

O apartamento apresenta como vantagens, em termos de investimento:

  • As áreas comundanube-centre-1173807_960_720s são mantidas pelo condomínio, desde as ligações gerais de gás e eletricidade até à jardinagem. Uma moradia exige mais esforço de manutenção do quintal, do pátio, da garagem, de elementos exteriores como caleiras, portões, etc.. No caso do apartamento, a manutenção exterior é mais simples e económica, pois é dividida por todos.
  • É mais fácil de vender, para recuperar o investimento ou em caso de necessidade. A moradia, tipicamente, é personalizada ao gosto de quem constrói, enquanto o apartamento é mais impessoal, e portanto mais passível de ser ocupado por novos “inquilinos”.
  • Contudo, há que ter em conta os riscos. A manutenção do apartamento pode ser mais difícil que a moradia, sobretudo se os seus vizinhos não pagarem regularmente ao condomínio. Por exemplo, se o portão da garagem avariar e o gestor de condomínios se recusar a substituir sem receber mensalidades em atraso, o maior prejudicado será o condómino que mais utiliza o portão.

Viver num apartamento ou numa moradia

  • O apartamento é geralmente mais seguro. O assaltante tem que ultrapassar a porta do prédio antes de chegar ao seu alvo e pode contar com a presença de outros vizinhos que o detetem, o que não acontece numa moradia. Muitas pessoas recusam investir em apartamentos de rés-do-chão precisamente para contarem com uma maior sensação de segurança.
  • Contudo, se a moradia se estiver num bairro, numa zona, numa vila ou aldeia que apresente grandes níveis de segurança, pode ser preferível a um apartamento numa zona problemática. Além disso, a segurança do apartamento deve corresponder igual sensação nas redondezas, pois é na rua que os habitantes terão de circular.
  • Além disso, a moradia permite aos seus residentes poderem fazer barulho sem receio de incomodar a vizinhança; simultaneamente, a moradia isola com mais facilidade ruídos exteriores.